Precisa-se de Colagénio!

O colagénio é a proteína mais abundante no corpo. Ela desempenha funções importantes, incluindo dar sustentação à pele e às articulações. Para além da perda natural devido à idade, outros fatores também influenciam a diminuição da produção natural de colagénio, como mudanças hormonais, stress, má alimentação e abuso do álcool e tabaco.

No entanto, a partir dos 25 anos de idade a produção natural de colagénio pelo corpo diminui 1% a cada ano, facilitando a degeneração destes tecidos, deixando a pele mais flácida, com linhas de expressão e rugas.

 

FUNÇÕES DO COLAGÉNIO

  • Manter a pele firme,
  • Prevenir ou retardar o aparecimento das rugas e da flacidez natural do processo de envelhecimento; 
  • Melhorar a aparência e a elasticidade da pele;
  • Ajudar no tratamento da celulite.

 

QUAIS SÃO OS TIPOS DE COLAGÉNIO EXISTENTES?

Existem pelo menos 16 tipos de colagénio. Os quatro tipos principais são os tipos I, II, III e IV .

>> Tipo I: Este tipo representa 90% do colagénio do seu corpo e é feito de fibras densamente embaladas. Ele fornece estrutura para a pele, ossos, tendões, cartilagem fibrosa, tecido conjuntivo e dentes.

>> Tipo II: Este tipo é feito de fibras mais fracamente empacotadas" e é encontrado na cartilagem elástica, que servem de “almofadas” para as articulações.

>> Tipo III: Este tipo suporta a estrutura dos músculos, órgãos e artérias.

>> Tipo IV: colágeno que forma redes e é encontrado em camadas na pele.

À medida que envelhecemos,  o corpo produz menos colagénio. Um dos sinais visíveis disso está na pele, que se torna menos firme e flexível. A cartilagem também enfraquece com a idade.

 

NUTRIENTES QUE AUMENTAM A SUA PRODUÇÃO

É possível ajudar o organismo a produzir esta proteína importante, para isso é importante garantir a abundância dos seguintes nutrientes:

  • Vitamina C: grandes quantidades são encontradas em frutas cítricas, pimentos e morangos;
  • Prolina: grandes quantidades são encontradas na clara de ovo, repolho, espargos e cogumelos;
  • Glicina: Grandes quantidades são encontradas na pele de porco, pele de frango e gelatina, mas a glicina também é encontrada em vários alimentos que contêm proteínas;
  • Cobre: Grandes quantidades são encontradas em carnes de órgãos, cacau em pó, caju e lentilhas.

O corpo precisa de proteína de elevada qualidade, que contém os aminoácidos necessários para produção de novas proteínas.

 

COMO REPOR O COLAGÉNIO

Para repor o colagénio no organismo, pode-se fazer uma alimentação rica neste nutriente, sendo por isso importante consumir alimentos como:

  • Carnes vermelhas;
  • Carnes brancas;
  • Gelatina;

Porém, é preciso que tome sempre o colagénio juntamente com alimentos ricos em vitamina C como laranja, kiwi, ananás ou mamão, pois é esta vitamina a responsável por permitir a absorção do colágeno pelo organismo. Por isso, o recomendado é tomar as cápsulas de colagénio ou o pó juntamente com um sumo de laranja ou kiwi por exemplo, pois eles potencializam a absorção do colágeno em 8 vezes, conferindo assim resultados melhores na redução da flacidez.

 

O QUE EVITAR PARA DIMINUIR O COLAGÉNIO?

Além de incluir alimentos saudáveis a sua dieta, é importante evitar alguns hábitos e alimentos que prejudicam a produção de colagénio:

  • Açúcar e hidratos de carbono refinados: O açúcar interfere com a capacidade do colagénio de se reparar. Minimize seu consumo de açúcares adicionados e hidratos de carbono refinados. 
  • Exposição exagerada ao sol: A radiação ultravioleta pode reduzir a produção de colagénio. Evite exposição excessiva ao sol.
  • Fumar: Fumar reduz a produção de colagénio. Isso pode prejudicar a cicatrização de feridas, e levar ao aparecimento de rugas.

 

Algumas doenças autoimunes, como o lúpus, também podem danificar o colagénio. A sua suplementação é um apoio e tanto na conservação da saúde de todo o corpo, da beleza da pele e da qualidade de vida para executar as tarefas do dia a dia. Aliado a escolhas saudáveis, alta ingestão de água e exercícios físicos, o colagénio é uma proteína que traz inúmeros benefícios a diversas partes do organismo.